sexta-feira, 16 de dezembro de 2011

PARA QUE SERVE A DOLOMITA:
Para uso via oral serve para: osteoporose, dor reumática, dor muscular, dor lombar, cãibra, fraqueza, artrite, anemia, Insônia e estresse.
Para uso tópico externo serve para: úlcera varicosa, ferida de herpes, ferida do diabético, máscara facial, assadura, escaras, olheiras e pés pretos.
Prevenindo a osteoporose você melhora a capacidade funcional. Osteoporose é o aumento da porosidade do osso devido a sua descalcificação (perda da massa óssea). Essa doença deixa o osso mais frágil, fazendo com que ele se quebre com facilidade. O osso é uma estrutura viva , composta principalmente de cálcio. Exercícios e exposição moderada ao sol auxiliam na fixação do cálcio.
Uma em cada três mulheres tem ou terá osteoporose. Porém esse problema não é exclusivo das mulheres.
Como usar a Dolomita:
Em pó:
Pode ser ingerida em sucos, refeições, etc.
Dose recomendada 2 granas equivalente a 2 colheres de café  duas vezes ao dia.
Uso externo:
Úlcera varicosa, afecção dermatológica, cortes e feridas do diabético na forma de creme (pasta).
Modo de preparar:
Colocar a quantidade desejada do pó de dolomita em um recipiente.
Acrescentar soro fisiologico ou agua filtrada
Mexer até formar uma massa homogenea e cremosa.
“Aplicar de 3 a 4 vezes ao dia no local”
Como máscara facial:
Previne manchas, acnes, rugas, olheiras e flacidez. A DOLOMITA na forma de creme amacia e dá vida à pele.
Prepare o creme conforme indicado acima e…
Para facilitar a fixação do creme, misture gotinhas de mel, azeite de oliva ou óleo mineral.
Aplique uma fina camada com espátula ou pincel de cosmética.
O resultado reparador é surpreendentemente imediato.
Como cataplasma:
Uso na forma de cataplasma em inflamações, cólica estomacal, contusão de atleta, dores superficiais.
Espalhar a DOLOMITA em pó no meio do tecido hidrofico
Formar cataplasma
Despeje água e alise com a mão até formar uma pasta.
Aplique sobre o local afetado e prenda com uma faixa.
Como talco anti-séptico:
Uso do pó (talco) em frieiras, assaduras e micoses.
Aplique a DOLOMITA em pó seco no local afetado, renovando-o para perfeita utilização das propriedades cicatrizantes e absorventes dos minerais.
Ideal para a higiene dos pés dos diabéticos e dos esportistas em geral, eliminando o mal odor dos pés.
Como Prevenir a Osteoporose.
Quando a mulher se aproxima dos cinqüenta anos a produção de estrógeno diminui e a ovulação é interrompida. Com isso a mulher pára de menstruar e algumas sentem dores de cabeça, dores pelo corpo, fadiga, ondas de calor, sudorese, secura vaginal, insônia, alteração do humor e aumenta a incidência de doenças coronarianas. Mas todas as mulheres tem perda de massa óssea em decorrência da queda dos níveis de estrógeno. Uma das soluções para esses casos é a reposição hormonal, que protege contra as doenças coronarianas, reduz o risco de câncer uterino e é a melhor forma de interromper a perda de massa óssea e prevenir a osteoporose da pós-menopausa. Mulheres que tiveram câncer de seio ou que tenham enxaqueca, diabetes ou asma podem ter problemas com reposição hormonal. Nem sempre a menopausa requer o uso de drogas.
O exame que pode ser feito para medir o nível de perda da massa óssea é chamado de densitometria óssea e é indicado para as pessoas que apresentam pelo menos dois fatores de risco para o desenvolvimento da doença. Nestes casos, a determinação da massa óssea é importante para auxiliar o tratamento. Para prevenir a osteoporose é preciso fazer uma prevenção na adolescência principalmente, para as mulheres. A quantidade de massa óssea que conseguimos juntar na adolescência fará com que no envelhecimento tenhamos maior resistência contra fraturas, por isso, é fundamental que a jovem seja orientada para uma dieta rica em cálcio, como também para atividades físicas regulares.
Os exercícios físicos devem ser realizados de forma regular três vezes por semana. O melhor é caminhar, correr dançar, jogar tênis, ou praticar esporte coletivo como futebol, voleibol, basquetebol. Para pessoas mais idosas o indicado é caminhar aproximadamente 40 minutos de preferência todos os dias, respeitando sempre os limites de cada um e o conselho do seu médico. Outro fator que auxilia no tratamento e na prevenção é a ingestão de alimentos com grandes quantidades de cálcio. Algumas das melhores fontes de cálcio são o leite e seus derivados, porém recomenda-se consumo moderado de laticínios devido a sua grande quantidade de gordura. Deve-se dar preferência aos desnatados que possuem o mesmo teor de cálcio dos integrais. A Dolomita é um produto importante para o trabalho e desenvolvimento muscular. Participa ativamente no mecanismo do potencial de ação dos músculos. Os músculos contraem com cálcio e relaxam com magnésio. Foi constatado em pesquisas feitas em academias e equipes de ginástica olímpica, o aumento de até 30% da elasticidade muscular com o uso de Dolomita durante o período de um ano. Combate fadiga muscular e é benéfico em casos de rigidez muscular. A Dolomita fornece minerais essenciais para o equilíbrio das funções dos nervos e para problemas das articulações.
A Dolomita é obtida de uma rocha calcária, encontrada no Brasil. É um produto de origem natural, composto por cálcio e magnésio, dois minerais inseparáveis, que sempre atuam em conjunto no organismo. A falta de cálcio leva à carência de magnésio. Já o excesso de cálcio ao ser metabolizado, absorve quantidades excessivas de magnésio, provocando mais uma vez sua carência. Contém ainda vitamina D que contribuiu com benefícios e melhor atuação do cálcio no organismo. Além de cálcio e magnésio na proporção certa, ou seja, em torno de duas partes de cálcio para uma de magnésio, combinação perfeita, elaborada pela própria natureza com alta absorção pelo organismo.
Indicação
Artrite, artrose, processos inflamatórios, tremores, osteoporoses, (recupera a massa ósea) bursite, reumatismo, gota, amigdalite, gripe, renite, sinusite, dor de garganta, herpes, cólicas menstruais, miomas, dor de cabeça, enxaqueca, tendinite, DORT (doenças ocupacionais por repetição no trabalho). Também nas doenças agudas da pele como eczemas, erisipela. Nas doenças crônicas de pele, psoriase, alergia. Suplementa a carência do Cálcio e Magnésio que atuam no sistema nervoso, e é calmante. Stress, cansaço físico e mental, perda de memória, déficit de atenção, hiperatividade, nervosismo, irritabilidade, insônia. Desordens no sistema digestivo, gastrite, enjôo na gravidez, ulceras gástricas, flatulência, colite, hemorróidas, fissuras. Desordens do sistema cardiovascular, trombose, diminui a pressão sangüínea, aumenta o desempenho do sistema cardiovascular.
DOLOMITA EM PÓ
Uso Externo:
A Dolomita quando adicionada de água ou soro para o uso em pasta, adquire uma textura cremosa muito delicada, que favorece um efeito mais eficaz que as argilas ou outras Dolomitas de maior granulosidade. Tem uma ação penetrante nos poros, neutralizando rapidamente a acidez da área aplicada. Por isso o resultado imediato é percebido pelo alívio das dores e desconfortos nos casos de problemas mais superficiais (queimadura de sol, água, óleo). Uma camada fina da pasta de Dolomita é suficiente para produzir bons resultados. Na primeira aplicação o efeito é perceptível. Quando estão acometidos músculos e tecidos mais profundos, é necessário de uma camada mais espessa cujo tratamento deve ter a duração de 30 minutos até 2 horas em média, quanto mais profundo .
A aplicação em pasta permite uma distribuição anatômica da Dolomita , especialmente na face, mão, pé, região perineal ( região genital e anal). A pasta é indicada em pequenas ou amplas lesões superficiais e mais profundas que envolvem tecido conjuntivo ou muscular como contusões , hematomas, escoriações, queimaduras ou seja acidentes que precisam de uma aplicação rápida, mais penetrante, e uma estancando de imediata o sangramento e diminui a temperatura.
Indicação
  • Picadas, abcessos, furúnculos e infecções na pele. Atua na pele clareando, amaciando, atenuando rugas, cicatrizes, acnes de III grau, manchas gravídicas ou senis na face , mãos e braços.
  • Traumatismos, dores musculares, contusões, luxações, hematomas, artrites e torcicolo.
     Cólica menstrual, dores abdominais e lombares, cólica renal, nódulos nas mamas, mastite, cistites; sinusite, dores de cabeça, garganta, ouvido, e inflamação nos olhos.
  • Reduz processo inflamatório em caso de acnes, e superficializa os cravos. Proporcionando um lifting natural
PRÁTICO E EFICIENTE
Hidratar com água quente ou fria, até formar uma pasta homogênea. Aplicar na área desejada, deixar no mínimo 1 hora e meia. A aplicação poderá durar enquanto for confortável e no caso de membros, pode-se até passar a noite toda com o cataplasma. Na febre ou inflamação , o cataplasma frio absorverá o calor, e deverá ser trocado cada vez que esquentar. Repetir a operação quantas vezes for necessário, até equilibrar a temperatura ou, no caso, o furúnculo vir a furo. O cataplasma só poderá ser reaproveitado no máximo 2 vezes. Deixar no sol pelo menos uma hora.O tratamento deverá durar até o desaparecimento dos sintomas.
Temperatura :
• Aplicação fria: febre, furúnculos e problemas de pele com erupções ou ulcerações.
•   Aplicação quente: área pulmonar, reumatismos, artrites e cólicas menstruais.
Indicações e modo de usar a pasta
-Stress – insônia, dores musculares, fibromialgia, diabetes, hipertensão, fogachos (onda de calor), dores articulares nas mãos e pés, esporões, joanete, calor nos pés.
-Febre – pode ser aplicada nas mãos e pés ou cabeça e abdomem das crianças. Catapora, sarampo, rubéola, brotoeja, reações alérgicas intensas, coceiras, inchaço, vergões, grosseirão, aplicar no corpo todo. Contusões, hematomas, escoriações, assaduras, acnes, lesões cortocontusas, picadas de inseto e animais peçonhentos.
-Rejuvenescimento da pele – celulites, estrias e flacidez, usar aproximadamente 30 dias consecutivos envolvendo com filme.
-No couro cabeludo – queda de cabelo, seborréia, oleosidade, enfraquecimento por tintura. Fazer uma pasta com a mesma proporção de água e Dolomita e aplicar nos cabelos, deixar 30 a 60 minutos conforme o comprimento dos mesmos. Pode permanecer com o tratamento durante toda noite.
-Mascara Facial rosto, colo e pescoço – 1 colher de sopa cheia de Dolomita, metade do volume de água, 5 gotas de mel. Faça uma pasta e aplique no rosto e pescoço, após 15 minutos molhe o rosto fazendo movimentos circulares até remover toda a pasta. Aplique hidratante Vitalitá.
-Banho corpo todo – Dissolver num recipiente que não seja de metal, aproximadamente 300g de DOLOMITA e o mesmo volume de água. Fazer uma pasta e espalhar no corpo todo mantendo-o umedecido entre 40 a 60 minutos. Comece aplicando nos cabelos, (tomar a precaução de lavá-los com shampoo e condicionador após o tratamento). O ideal é descansar cerca de 20 minutos após o banho (Medida aproximada para pessoas com 60 kg).
-Higiene Bucal
1 – Pré dentição, desinflama as gengivas do bebê e crianças. Molhe o dedo e coloque no pó, friccione levemente a gengiva.
2 – Clareia os dentes, evita cáries e elimina o bolor da dentadura. Escovar os dentes ou dentadura após as refeições.
3 – Alivia a dor na manutenção do aparelho de correção. Dissolver uma colher de sopa para ¼ de copo de água morna e bochechar.
4 – Pós operatório de gengivas e extração de dentes. Use o pó dentro da boca, como uma pequena almofada em forma de cataplasma. Externamente recomendamos o cataplasma de DOLOMITA. 

COMENTARIO: Estou conhecendo dolomita agora, estou usando à duas semanas, troquei o tratamento de depressão e insônia por Dolomita, e estou maravilhada com o resultado.
*Simplesmente maravilhosa!!!!!!!!! Em 2004 estava apresentando um quadro acelerado de osteosporose, sentia dores horríves no femur.comecei a tomar dolomita com magnésio após 10 dias não sentia mais as dores.
Minha amiga tinha um bebê que apresentava uma alergia no bumbum ,ficava parecendo queimadura, parou de usar todas as pomadas e só povilhava a dolomita ,em dois ou três dias a pele era totalmente diferente.
*óleo virgem de coco é a melhor gordura para quem tem candidíase, pois contém ácido caprílico e quase 50% de ácido láurico, que combatem com eficácia qualquer fungo - além de vírus, vermes e bactérias em geral - e aumentam a imunidade. Pode ser consumido puro, uma colher de sopa de manhã, em jejum, e outra ao deitar, ou substituir azeite e manteiga no dia a dia. Também é maravilhoso na pele e nos cabelos. Entre os dedos do pé, cura e evita frieiras. É gordura saturada sim, mas inteiramente do bem. Não sobrecarrega o fígado e ajuda a baixar o colesterol e os triglicerídios. Também contribui muito para regular a tireóide.Há um efeito chamado die off ou reação de Herxeimer depois de se usar o óleo de coco por um tempo: o lixo qchega à corrente sanguínea e produz certo mal estar antes de ser eliminado pelos intestinos e rins. Mais uma razão para beber bastante água, com gotinhas de limão.Você pode fazer o óleo em casa a partir do leite de coco fresco, que deixa fermentar por 36 horas. O creme oleoso sobe, você retira com uma colher e leva ao fogo em banho-maria (ou seja, o creme fica dentro de uma vasilha que por sua vez está dentro de uma panela com água fervendo) para ele acabar de "limpar". É útil inclusive para passar na vulva e na vagina. (Alguns fornecedores e mais detalhes aqui. )
azeite de oliva extravirgem para cozinhar ou colocar sobre os vegetais: 1 colher por dia.
tônico de leite de coco Receita de Mary Enig e Sally Fallon em Eat fat, lose fat, contendo tanto cálcio quanto um copo de leite:
. 1 copo de leite de coco (1 coco maduro batido com meio litro de água e espremido num pano deve dar dois copos de leite)
. 1 copo de água filtrada
. 1 colher (chá) de essência de baunilha
. 1 colher (chá) de dolomita (carbonato duplo de cálcio e magnésio) em pó
. estévia em pó para adoçar a gosto
Misturar tudo numa panelinha e aquecer até derreter a dolomita. Quem não estiver na dieta da candidíase pode adoçar com maple ou malte de cevada
sumo de cenoura (na centrífuga), em jejum, uma xícara (no máximo, porque é muito doce): limpa, alimenta e ajuda a combater a cândida
iogurte desnatado, natural, artesanal, que você pode comprar em embalagem de litro, se na embalagem estiver escrito "contém lactobacilos vivos", ou fazer em casa com leite desnatado e lactobacilos encontráveis em lojas de produtos naturais (Rich é uma boa marca, ou use as cápsulas importadas que contenham acidófilos e bífidus, ou sporogenes e laterosporus
pau-d'arco O chá feito da casca do pau d'arco, ou Tecoma curialis, árvore que só dá nas nossas florestas tropicais, é bom coadjuvante no tratamento da candidíase. Não se espante se, após as primeiras xícaras, os sintomas piorarem  -  é uma reação natural que desaparece em poucos dias, e os depoimentos dão conta de que se segue um grande bem-estar físico e mental. O pau-d'arco é tido como poderoso e usado desde a civilização inca no combate às infecções e ao câncer. As pessoas quimicamente sensíveis suportam melhor a variedade Tecoma curialis do que a Tecoma conspicua. Dosagem: 15 a 20 gr da casca, fervida durante 15 minutos em meio litro d'água, 3 a 4 xícaras por dia. Nos Estados Unidos, onde já se tornou popular, o pau-d'arco é vendido também sob os nomes de taheebo e lapacho. Também vendem ipê-roxo (Tabebuia impetiginosa) como pau-d'arco
chás para o fígado são essenciais, já que você está matando fungos a torto e a direito e é o fígado quem lida com os restos; camomila é especialmente indicada contra cândida; dente-de-leão, boldo, alcachofra, alcaçuz, tanchagem
suplementos também podem ser muito importantes, uma vez que a sua dieta será restrita; sua médica poderá lhe dizer a fórmula, que deve conter ferro, cobre, zinco e selênio quelados, complexo B (com ênfase na vitamina B6/piridoxina), vitaminas C, E e betacaroteno. A biotina, uma das vitaminas do complexo B, ajuda a evitar a conversão da levedura em fungo invasivo
óleo de fígado de bacalhau é indicado para suprir a deficiência de vitaminas A e D nas dietas modernas e ajuda muito nos casos de candidíase, por fornecer ácidos graxos insaturados que trabalham complementando os ácidos graxos saturados do óleo de coco. Vem em cápsulas ou em garrafas de vidro escuro, cujo preço é melhor.
suplementos também podem ser muito importantes, uma vez que a sua dieta será restrita; sua médica poderá lhe dizer a fórmula, que deve conter ferro, cobre, zinco e selênio quelados, complexo B (com ênfase na vitamina B6/piridoxina), vitaminas C, E e betacaroteno. A biotina, uma das vitaminas do complexo B, ajuda a evitar a conversão da levedura em fungo invasivo
Compressa de alho:
ponha meio litro de água no fogo; esmague uma cabeça de alho,
embrulhe num pedacinho de gaze ou pano de fralda, amarrando bem;
quando a água estiver quase fervendo,
ponha essa trouxinha de alho dentro dela, apague o fogo e tampe.
Embrulhe a panela em jornais e/ou panos,
para conservar o calor, e leve para o banheiro.
Se você tiver uma garrafa térmica normalmente usada
para sopas e caldos, pode fazer a infusão dentro dela.
Agora, sentada no vaso ou no bidê,
molhe um bom chumaço de algodão
nessa infusão de alho bem quente e aplique na vulva,
mantendo-o lá até sentir que amornou.
Repita a operação várias vezes, sempre trocando o algodão,
enquanto a água estiver bem quente.

Um comentário:

  1. Por favor já pesquisei,mas gosto de outras opiniões,qual a diferença entre o em pó embalado em saquinho de 1 kl,pq dizem que só serve para uso externo.Desses que vem em potes de 300gramas praxima.
    para esses em capsulas?
    são a mesma formula? serve para a mesma coisa?
    só muda a forma de embalagem?

    ResponderExcluir